29/06/2016 10:15

Campanha alerta para risco de persianas

Banner que está sendo divulgado nas redes sociais; Foto: Divulgação

Banner que está sendo divulgado nas redes sociais; Foto: Divulgação

A segurança das crianças de zero a seis anos recebe um novo alerta: o risco de estrangulamento por persianas. São registrados dois acidentes por mês e na metade dos casos a criança não sobrevive, segundo estudos realizados no Estados Unidos.

Para alertar para esse risco, a Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) promove uma campanha internacional lembrando que o perigo de estrangulamento está presente na maior parte das casas, porém não é facilmente perceptível.

A campanha conta com a parceria do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) e de demais entidades que irão divulgar materiais informativos com dicas de prevenção por meio das redes sociais com a hashtag #cortinasegura.

No país, não existe estatísticas sobre o assunto, mas especialistas acreditam que os dados internacionais não possuam tanta diferença em relação aos acidentes brasileiros.

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) orienta os pais de crianças de zero a seis anos que assumam medidas simples de precaução, como cortar os cordões ou amarrá-los em uma altura que as crianças não alcancem. A melhor solução, no entanto, é optar por cortinas sem cordões.

Os acidentes envolvendo persianas (ou qualquer outro acidente com produto ou um serviço) deverá ser relatado ao Inmetro. Saiba como clicando aqui.

(Fonte: Viva Bem/Band)