09/01/2017 15:16

Polícia prende 16 suspeitos de roubar joias de Kim

Socialite chegou a ficar sob a mira de um revólver em outubro

Kim chegou a se afastar das redes sociais após susto (Foto: Eduardo Munoz/Reuters/ Reprodução Band)

Kim chegou a se afastar das redes sociais após susto
(Foto: Eduardo Munoz/Reuters/ Reprodução Band)

A polícia francesa prendeu nesta segunda-feira, dia 9, 16 pessoas envolvidas no roubo de mais de US$ 10 milhões em joias de Kim Kardashian West. O episódio ocorreu em outubro de 2016.

Representantes da polícia de Paris disseram que as prisões foram feitas na manhã desta segunda, horário local. Muitas das prisões, feitas em ações coordenadas da polícia em diferentes partes da França, foram de figuras conhecidas da criminalidade, com mais de 50 anos de idade, e pelo menos três eram mulheres, disse um representante policial. Os suspeitos podem ficar detidos por até 96 horas antes que as autoridades prestem queixas formais contra eles.

No dia 3 de outubro, ladrões forçaram a entrada na residencial em Paris na qual Kardashian estava hospedada. Os bandidos amarraram a celebridade, a trancaram num banheiro e a colocaram sob a mira de uma arma antes de fugir com as joias. A estrela de reality na TV estava na cidade para uma série de eventos de moda.

Relatos da imprensa francesa disseram que traços de DNA recuperados no local do crime levaram a polícia aos suspeitos.

Kim, que é casada com o rapper norte-americano Kanye West, ficou bastante abalada com o assalto, mas não foi machucada fisicamente.

O assaltou chegou às manchetes de todo o mundo e trouxe uma publicidade negativa para uma das cidades mais visitadas do mundo, onde hotéis e o setor de turismo têm lutado para retomar as atividades comerciais após ataques de militantes islâmicos em 2015.

Band, com informações de Reuters e Estadão Conteúdo