20/04/2017 09:28

Jovem morta a facadas pelo marido é enterrada em Londrina

O corpo de um jovem de 28 anos morta facadas pelo marido foi enterrado na quarta-feira (28) em Londrina. Jamily Nayara Paulino nasceu em Londrina, mas estava morando com o companheiro em Campinas, interior de São Paulo. A suspeita é de crime passional, já que o desempenho profissional da jovem causaria ciúmes no marido.

Jamily Nayara Paulino, 28 anos, foi velada e enterrada em Londrina, cidade onde nasceu. Ela morava em Campinas com Carlos Pachione, de 59 anos, que era desempregado, por isso o casal vivia na casa dos pais dele, em um condomínio. Ao contrário do marido, Jamily trabalhava e estudava. O desempenho profissional dela estaria causando ódio e ciúmes. Pachione queria que a mulher abandonasse o emprego, mas ela se recusou. Na noite de segunda-feira (17), ele a matou com seis facadas, na cama onde dormiam.

“Ele barbarizou ela, deu seis facadas nela com faca de açougueiro sem necessidade. Duas facadas no peito, duas no estômago, uma na cabeça e outra na mão. Ele tinha de dois a dois e meio de tamanho dela.  Ela era uma menina miúda. Ele fez por maldade”, lamenta a tia Neuza Paulino.

Jamily deixa um filho de cinco anos, que, por enquanto, deve permanecer com os avós paternos com quem era criado. O pai do menino, Carlos Pachione, teve a prisão preventina decretada, mas segue foragido.

“Esse cara tem que ser preso. É um criminoso, assassino e cruel. Ontem foi com minha sobrinha e amanhã? Com quem vai ser?”, questiona a tia da vítima.


Pachione fugiu no carro do pai e ligou para uma irmã confessando. O crime foi registrado como homicídio qualificado e também é investigado como feminicídio. Para a polícia, a ação foi premeditada.

“Queremos justiça porque uma menina de muito futuro, recém-formada em Recursos Humanos, no auge de sua carreira, estava bem empregada. O que nos resta mesmo é que tenha justiça”, comenta o padrasto Ademilson Souza.

(Redação com Alex William)