17/04/2017 10:55

Neymar admite mágoa com Santos e reitera desejo de atuar no Flamengo

Atacante diz que não se vê jogando pelo clube paulista, que entrou com um processo contra o jogador, novamente

O atacante Neymar revelou, em entrevista, ter uma mágoa com o Santos, seu clube de formação, por conta do episódio de sua transferência para o Barcelona. Por isso, reiterou que quando voltar ao Brasil sonha atuar pelo Flamengo.

Foto: Estadão Conteúdo

Foto: Estadão Conteúdo

As declarações foram dadas em uma entrevista na qual uma das pessoas que fizeram perguntas ao jogador foi Zico, maior ídolo da história do Flamengo e hoje comentarista do Esporte Interativo. Talvez até por isso, ele tenha realçado um pouco mais o desejo de atuar pelo time rubro-negro. “Tenho muita vontade de jogar no Flamengo. Maracanã lotado, Libertadores (risos)”, disse.

No entanto, houve outra vez em que o jogador comentou sobre a equipe carioca, em entrevista coletiva pela seleção brasileira olímpica, em julho do ano passado. Na ocasião, o jornalista Mauro Beting, que também participou da entrevista deste domingo, afirmou que o sonho do pai de Neymar era ver o filho encerrando a carreira no Flamengo. Neymar desmentiu a informação, mas disse que seria “uma honra” atuar no time rubro-negro.

Sobre seu ex-clube, o atacante do Barcelona informou que é grato por tudo o que fizeram por ele, mas não escondeu a tristeza por ter sido processado pelo clube. “Tenho um carinho enorme, minha família toda é santista. Só que também tem o lado ruim. O Santos entrou na Justiça contra a gente, por algo que eu não entendo até hoje”, afirmou.

“Acho que eu não tenho obrigação nenhuma de dar parabéns ao Santos (que completou 105 anos de fundação na última sexta-feira). E sim, eu sou grato por tudo que fizeram por mim. Amei jogar num clube como o Santos, pelo meu pai, pelo meu avô, por toda minha família que é santista. Eu acabei virando santista. Só que eu não sou obrigado a fazer o que todo mundo quer. Não sei se eu me vejo jogando de novo com a camisa do Santos. Não é uma coisa que eu penso”, prosseguiu.

Neymar estava suspenso e ficou de fora da vitória do Barcelona sobre a Real Sociedad por 3 a 2, no sábado, pelo Campeonato Espanhol. O jogador, no entanto, é presença certa na partida mais importante da temporada para o time catalão.

Na quarta-feira, o Barcelona tem a difícil missão de tentar reverter a derrota de 3 a 0 sofrida para a Juventus no jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões. O atacante reconheceu que será difícil golear a equipe italiana, mas se apegou ao feito épico obtido da fase anterior, na qual seu time havia perdido a primeira partida para o Paris Saint-Germain por 4 a 0 e conseguiu a avançar graças a uma goleada por 6 a 1 no duelo de volta das quartas de final.

“É muito difícil, né? Todos os jogos são difíceis. Ainda mais quando é um placar largo assim. Mas o meu pai comentou outro dia uma coisa que ficou na minha cabeça, que é verdade. Pode ser outro time diferente, mas o Barcelona é o mesmo. Nós podemos fazer isso. Fizemos uma vez e podemos fazer a segunda”, opinou.

“Bom, já está praticamente tudo perdido, então a gente não tem mais nada a perder, e sim, a ganhar. Então é só entrar em campo e fazer o trabalho direitinho. A porcentagem é igual. Acho que é a mesma coisa. Se a gente tem 1% de chance de passar, se tem mais um jogo, é 99% correndo, 99% de fé e, se Deus quiser, 99% dos gols (chances de marcar) vão entrar”, finalizou.

(Band)