11/01/2017 16:51

Crise nas penitenciárias do Norte do país preocupa a direção de presídios no Paraná

As mortes nos presídios de Manaus e Roraima chamaram a atenção para uma crise penitenciária que também preocupa no Paraná.

Em Toledo, no norte do estado, a cadeia pública está com nove vezes mais detentos do que a capacidade do local. O espaço para 30 presos está ocupado por 260.

Cadeião em Toledo está com nove vezes mais presos do que a capacidade máxima (Foto: Reprodução/ TV Tarobá)

Cadeião em Toledo está com nove vezes mais presos do que a capacidade máxima (Foto: Reprodução/ TV Tarobá)

Você viu?
Famílias de vítimas de latrocínio não são indenizadas e de presos sim. Por quê?
Temer chama massacre de acidente e libera verba para prisões

O presidente do Conselho de Segurança, Sidnei Camargo alerta para o fato de que a cadeia fica dentro do município, com muitas residências nas proximidades. Os vizinhos do local pedem que a cadeia seja desativada.

A cobrança é pela construção de um presídio em Toledo com a liberação de verbas do Fundo Nacional Previdênciário. O Paraná já
tem em caixa R$ 45 milhões para essas obras.

Cascavel

Situação parecida com a cadeia de Cascavel derruba em Cascavel pelo governador Beto Richa. Os detentos foram encaminhados para a penitenciária da cidade, que já opera na capacidade máxima.

Redação, com Josimar Bagatoli